sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

As utopias carregadas de esperança tornam-se mais tristes e distantes....



Na noite de ontem - quinta-feira, dia 17 de fevereiro - recebi uma notícia que me entristeceu demasiadamente. A cultura jurídica catarinense e nacional perde um de seus principais expoentes: o Professor Dr. Osvaldo Ferreira de Melo. Para que o(a) leitor(a) saiba quem foi esse Professor de todos, seguem algumas palavras do Professor Dr. Cesar Pasold: Sábio, Intelectual e Cientista exemplar, ocupou inúmeras funções relevantes na área do planejamento, da cultura e da educação em Santa Catarina. Presidente do Conselho Estadual de Educação, Presidente do Conselho Estadual de Cultura, Vice Presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina,por exemplo. Nos últimos 16 anos , com total proficiência exerceu, em dedicação exclusiva, o Ensino e a Pesquisa nos Cursos de Mestrado e Doutorado em Ciência Jurídica da UNIVALI, instituição que lhe outorgou merecidamente o título de Doutor Honoris Causa. Mais do que essas breves informações biográficas, fica o exemplo de Magistério e de Pessoa que, com certeza, deixará muita saudade. Perdeu-se ano passado o Professor Dr. Warat. Essa semana, o Professor Dr. Osvaldo Melo. A cultura jurídica contemporânea fica mais pobre e fragilizada. Os novos continentes de vida e criatividade, tal qual afirmava o Professor Dr. Herrera Flores, tornam-se distantes, nebulosos diante de um Direito que insiste desprezar o Ser humano e os seus diálogos para compreender sua própria existência. Descanse em paz, meu eterno mentor. Saibas que tudo o que aprendi e sou devo tudo ao Senhor. Muito obrigado por me ensinar a ver o mundo com outros olhos: com os olhos da sensibilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário