terça-feira, 18 de agosto de 2009

Para lembrar as palavras de Giordano Bruno Soares Roberto



A nossa passagem pela Academia sempre nos traz à memória daqueles Professores que nos souberam inspirar a ver a vida com outros olhos e nos despertaram de um sono no qual estávamos imersos (Platão).
Relembro nesse momento as palavras do Professor Giordano Bruno Soares Roberto sobre essas considerações dos nossos Professores inesquecíveis:

Mesmo com o passar de muitos anos, todos nos lembraremos de três tipos de professor. Dos excêntricos, dos picaretas e dos grandes mestres. Quando um grupo de alunos conversa no corredor ou quando dois antigos colegas se reencontram, em geral, passam um bom tempo falando de integrantes das duas primeiras categorias. Esses acabam ficando famosos. São inesquecíveis. Grandes mestres, ao contrário, podem ser bem discretos. Falar sobre eles não é tão interessante. Mesmo assim, não podemos esquecê-los. É que as marcas que eles deixam não ficam apenas na superfície. Eu tive grandes mestres. E você?

Eu posso afirmar: Tive e Tenho grandes Professores porque jamais perdi minha condição de ser um eterno aluno. A todos aqueles que me ajudaram (e ajudam) a ver o mundo com os olhos do espírito (Merleau-Ponty) meu infinito agradecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário